Luzes em memória ao dia Nacional de Combate ao Preconceito as Pessoas com Nanismo

Monumentos de todos os pontos do Brasil serão iluminados de verde nesta terça-feira.


Ação quer conscientizar sobre dia Nacional de Combate ao Preconceito das Pessoas com Nanismo


Nesta terça-feira, 25, monumentos espalhados do Brasil estarão iluminados com a cor verde, para marcar o Dia Internacional de combate ao preconceito da pessoa com nanismo.

A Annabra – A Associação Nanismo Brasil é a principal promotora da ação.

No dia 31 de julho de 2017, o Congresso Nacional sancionou a lei nº 13.472/17, que instituiu o dia 25 DE OUTUBRO como o Dia Nacional do Combate ao Preconceito às Pessoas com Nanismo

O objetivo da data é conscientizar a sociedade para sobre a complexidade da doença, oportunidades de trabalho com dignidade e construção de políticas públicas que assegurem a acessibilidade e a autonomia dessas pessoas.

Celebrada em diversos países, é dedicada às pessoas com baixa estatura, e marca a luta delas contra as dificuldades e a busca por políticas públicas efetivas, inclusão e acessibilidade

Ela é uma homenagem ao ator e ativista americano Billy Barty, criador de uma associação que na década de 1950, lutava pelo direito das pessoas com nanismo e por tratamento médico adequado.

A importância desta data é trazer visibilidade, gerar reflexão acerca dessa deficiência e desenvolver ações no sentido de incentivar a sociedade na busca de um novo olhar a cultura e o respeito.

“Realizamos ações intensificadas no mês de outubro o nosso mês, onde já se tornou tradição a iluminação na cor verde que representa ao Nanismo em diversos pontos turísticos pelo Brasil ação essa em conjunto com os delegados de cada estado. A cada ano estamos expandindo e conquistando novos pontos e locais. Dando sentido a data 25 de outubro e reforçando a busca por reconhecimento a deficiência”, explica a advogada e presidente da ANNABRA, Kenia Rio, que é uma pessoa com nanismo.

O Nanismo é classificado como deficiência física, decorrente de condições genéticas, caracterizando-se pela baixa estatura se comparada com a média da população de mesma idade e sexo. Essa condição, no Brasil, é reconhecida como deficiência física desde 2004.

Em 2017 foi sancionada a Lei 13.472 que estabelece 25 de outubro como “Dia Nacional de Combate ao Preconceito contra as Pessoas com Nanismo”,.

Sobre a acondroplasia – a condição tem incidência de 1 a cada 25 mil nascidos. Muitos nascidos com acondroplasia, além de enfrentarem os desafios de acessibilidade, também precisam de acompanhamento multidisciplinar clínico, pois complicações como hidrocefalia, estenose de forame magno, arqueamento das pernas e problemas dentários e de coluna são comuns.


Monumentos iluminados – Já estão confirmadas de verde a iluminação dos seguintes monumentos e pontos pelas cidades do Brasil. A cor verde pode estar relacionada às questões genéticas, já que os estudos são atribuídos a Gregor Johann Mendel, que é reconhecido um dos grandes estudiosos da genética e experiências com a cor verde de ervilhas.


RIO GRANDE DO SUL:

-Estadio Arena Grêmio Porto Alegre

- Estadio Beira Rio - Internacional Porto Alegre

- Prefeitura de Porto Alegre

- Câmara de Vereadores de Porto Alegre

-Assembléia Legislativa Porto Alegre

- Pórtico Imbé - RS

- Prefeitura de Rio Grande

- Câmara de Vereadores de Rio Grande

- Câmara de Vereadores de Pelotas


PARANÁ:

- Jardim Botânico (Curitiba)

- Praça do Japão ( Curitiba)

- MUMA Museu de Arte Municipal ( Curitiba)

Hospital Onix ( Curitiba)


MINAS GERAIS:

Câmara Municipal de Juiz de Fora.


BRASÍLIA:

Congresso Nacional 24 a 26


RIO DE JANEIRO:

Câmara Municipal do Rio de Janeiro


SANTA CATARINA:

Ponto Praça XV Novembro (Florianópolis)

Ponto Beira Mar Norte (Florianópolis)



Redes Sociais: @annabra_nanismo

Comunicação: SAP Comunica- Soluções em Comunicação e Marketing

Jornalista Responsável – Flávia Gabriela Freitas

WhatsApp/Telegram

(11) 960628224

(12) 3185 9695

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo